Dezembro Vermelho: conheça os avanços no tratamento da Aids

28 fev 23Saúde

Os avanços dos tratamentos de infecções sexualmente transmissíveis, como a Aids, são fatores importantes não apenas para os portadores das doenças, mas para toda a população.

De acordo com uma pesquisa da Unaids, em 2025 haverá 1,2 milhão de novas infecções por HIV, número três vezes acima do que era planejado.

Apesar de ser um dado alarmante, os cuidados e soluções têm se tornado cada vez maiores, e os tratamentos mostram qualidade com a diminuição da mortalidade pela Aids, além de uma mudança significativa na qualidade de vida dessas pessoas.

Para isso, os indivíduos precisam ser tratados de forma correta e seguirem a suas vidas normalmente, assim como as pessoas não infectadas.

Dessa maneira, existe um movimento muito importante que acontece no final de todo o ano: o Dezembro Vermelho.

Esse mês é dedicado ao compartilhamento de informações em relação à prevenção, além de diversas ações para dar assistência e proteção aos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Aliás, é uma mobilização que se estende para todas as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), integrando a administração pública e outros órgãos.

Mas que tal falarmos um pouco sobre essa doença tão temida ainda pela sociedade?

Entenda o que é Aids

A Aids é uma doença causada pela infecção do Vírus da Imunodeficiência Humana, do inglês HIV, que ataca o sistema imunológico e altera o DNA dos linfócitos T CD4+.

Assim, os pacientes soropositivos podem transmitir para outras pessoas por meio de relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de seringas ou de forma hereditária, de mãe para filho, por meio da amamentação ou até durante a gravidez.

Dessa forma, por causa da facilidade de transmissão, a Aids sempre foi tida como um tabu por toda a sociedade. Mas saiba que a melhor maneira de diminuir o contágio é com a proteção e o tratamento certo, ou seja, é preciso que elas saibam como se cuidar.

Assim, as pessoas diagnosticadas com HIV devem iniciar o tratamento o mais rápido possível com os medicamentos antirretrovirais, impedindo que o vírus se replique dentro das células, evitando que a imunidade caia e estejam menos vulneráveis a outras doenças.

Atualmente, muito tem se estudado sobre como fazer com que as pessoas consigam ter acesso ao diagnóstico precoce e acesso aos medicamentos de forma gratuita. Até porque já existem países que estão perto de eliminar a doença. Incrível, não é?

Como falamos anteriormente, hoje os medicamentos atuam impedindo a replicação do vírus, fazendo com que eles fiquem em níveis até indetectáveis. Aliás, se você não sabe, existem portadores de HIV que não transmitem aos seus parceiros e parceiras.

Por isso, existe uma mobilização para que os pacientes tenham acesso completo ao tratamento em todo o país, e as escolhas dessas substâncias são definidas pelo Ministério da Saúde do Brasil e receitadas pela clínica que atendeu o paciente.

O grande avanço é que os PrEPs, drogas que, ministradas antes das relações sexuais e que evitam a contaminação, trazem, após o consumo do medicamento, a oportunidade de tornar a carga viral indetectável durante dois a seis meses.

Atualmente, eles são disponibilizados em serviços de urgência e emergência do país, além dos testes e preservativos entregues gratuitamente para toda a população como forma de prevenção.

Depois de tudo isso, deu para perceber como o cuidado com a saúde é importante durante todo o ano, não é?

Só assim, podemos desmistificar o HIV e ter o tratamento certo para todos que necessitam, avançando cada vez mais no combate à doença.

Assine a nossa newsletter e saiba mais sobre todos os cuidados com a saúde.

Fique por dentro das novidades para uma vida saudável: assine nossa newsletter.

Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Exmed.